Descrição
do Projeto
Objetivos Desafios Participantes Fases do projeto Resultados esperados

O abandono escolar precoce é um desafio político a nível europeu. De entre os fatores ligados ao abandono precoce, a falta de orientação ou o seu desenvolvimento incorreto/inadequado são algumas das principais causas reconhecidas. O projeto Orienta4YEL visa apoiar agentes escolares em ações de prevenção do risco de abandono escolar precoce.

O objetivo é desenvolver, implementar e avaliar métodos e práticas inovadores, focados em mecanismos de orientação dos alunos e ações tutoriais que visem promover a educação inclusiva de jovens que abandonaram precocemente ou em risco de abandono precoce, tanto em contextos escolares formais como não formais.

Este projeto visa desenvolver um diagnóstico das causas e dos fatores que permitem prevenir o abandono escolar precoce, apoiar agentes educativos que lidam com jovens que abandonaram precocemente a escola ou que estão em risco de o fazer, estabelecer redes de formação e identificar exemplos de liderança nas instituições escolares que promovam a inclusão escolar e social dos jovens.

O principal grupo-alvo do projeto é formado por jovens que abandonaram precocemente a escola ou que estão em risco de o fazer, de diferentes níveis escolares, tanto no ensino secundário obrigatório como nos programas de formação profissional ou cursos vocacionais. Por outro lado, o projeto tem também como participantes os agentes educativos que trabalham com estes jovens.

Orienta4YEL é um projeto de 3 anos (janeiro 2019 – dezembro 2021).

O projeto Orienta4YEL baseia-se numa proposta de intervenção que pretende ser uma boa prática que possa vir a ser aplicada em qualquer estado membro. Espera-se poder contribuir para a mudança e melhoria de iniciativas de combate ao abandono escolar precoce.

  • Descrição
    do Projeto
  • Objetivos
  • Desafios
  • Participantes
  • Fases do projeto
  • Resultados esperados

A percentagem de jovens que abandonam precocemente a sua formação tem vindo a diminuir, pelo que poderá ser possível atingir as metas definidas para 2020. Contudo, alguns estados membros ainda estão longe de atingir esse objetivo (Comissão Europeia, 2018).

1. Desenvolver ferramentas de recolha de dados para a identificação de fatores de risco e mecanismos de suporte ao abandono escolar precoce.

2. Desenvolver, implementar e avaliar mecanismos de orientação e intervenção tutorial para jovens que abandonaram precocemente a escola ou que estão em risco de o fazer.

3. Dar suporte aos agentes educativos (professores, formadores, educadores, dirigentes de instituições escolares e outros profissionais) que trabalham com jovens que abandonaram precocemente a escola ou que estão em risco de o fazer, através de orientação e intervenção tutorial.

4. Criar redes de formação formação e partilha sobre estratégias para lidar com o abandono escolar precoce através de mecanismos de orientação e intervenção tutorial.

5. Identificar aspetos de liderança nas instituições escolares que promovam a inclusão escolar e social dos jovens que abandonaram precocemente a escola ou que estão em risco de o fazer.

1

Explorar as razões pelas quais os jovens mais desfavorecidos correm maior risco de abandono escolar precoce.

2

Identificar fatores educacionais que tenham impacto positivo na redução das taxas de abandono escolar precoce, no aumento do nível escolar e na melhoria do acesso dos jovens ao mercado de trabalho

3

Desenvolver e implementar mecanismos de orientação e intervenção tutorial, entendidos como métodos e práticas inovadoras de promoção de uma educação inclusiva.

4

Envolver vários agentes, de contextos escolares formais e não formais, no trabalho conjunto de promoção do sucesso escolar de todos os alunos.

Tineri cu vârste cuprinse între 12 și 21 de ani, care:

  • 1. Não tenham concluído o Ensino Básico
  • 2. Estejam em risco de não concluir o Ensino Básico
  • 3. Concluíram o Ensino Básico, mas não prosseguiram para o Ensino Secundário, ou
  • 4. Concluíram o Ensino Básico, mas não prosseguiram para o Ensino Secundário, ou

Agentes educativos

Professores, formadores, educadores, outros profissionais e técnicos, dirigentes de instituições educativass

Instituições e organizações escolares formais e não formais

Fase I. Monitorização do abandono escolar precoce

Identificação de requisitos para o planeamento e operacionalização de mecanismos de orientação e intervenção tutorial adequados às necessidades dos jovens.

Fase II. Desenvolvimento de propostas de orientação e intervenção tutorial

As propostas de intervenção deverão contemplar: 1. Figura do tutor e equipas de orientação; 2. Medidas de recuperação; 3. Multiplicidade de atividades de orientação que apoiem os jovens a realizarem escolhas corretas; 4. Planos de intervenção tutorial multidisciplinares; 5. Apoio a professores e formadores para conhecer e intervir preventivamente; 6. Percursos educativos para jovens em função dos seus interesses e estilos de aprendizagem.

Fase III. Implementação da proposta

A implementação da proposta será conduzida pelos agentes educativos em cada instituição envolvida, com o apoio do grupo de trabalho do projeto nos diferentes países. Os agentes escolares que irão implementar a proposta terão formação que potencie o estabelecimento de redes entre os diferentes agentes envolvidos.

Fase IV. Avaliação da proposta

A última fase deste projeto é a avaliação da proposta.

Melhorar a inclusão social, escolar e laboral dos jovens em risco de abandono escolar precoce.


Formação em rede de agentes de instituições escolares

Desenvolvimento de ferramentas de diagnóstico e avaliação

Desenvolvimento de atividades de formação (orientação e propostas de intervenção tutorial)

Práticas de intervenção para promoção de uma educação inclusiva

Banco de recursos e de boas práticas

Parceiros

UBremen (Deutschland)

O Instituto de Tecnologia e Educação (ITB) é uma Unidade de Investigação da Universidade de Bremen. O ITB é especializado em educação e formação vocacional no sentido amplo. A ideia central subjacente da investigação em formação vacacional do ITB é a análise, conceção e avaliação da interação entre trabalho, tecnologia e educação. O programa de investigação está definido em cinco domínios: (1) trabalho e tecnologia, (2) investigação de competências profissionais, (3) aprendizagem e ensino profissional, (4) educação pré-profissional e transições e (5) sistemas de formação vocacional orientados para o desenvolvimento de competências.  

A investigação do ITB baseia-se numa lógica multidisciplinar e internacional. O instituto realiza um amplo conjunto de projetos de investigação e desenvolvimento a nível regional, nacional e internacional. Os projetos geralmente são executados em cooperação com a indústria e os órgãos de EFP.

Nos últimos anos, o ITB coordenou ou participou em inúmeros projetos, dos quais os seguintes estão mais intimamente relacionados com o projeto O4YEL: IMPLEMENT, um projeto de desenvolvimento e implementação de um sistema de orientação para formandos; MIDIA, um projeto sobre alterações da formação nas empresas numa sociedade que apresenta um aumento da população migrante; DIVERSITY, um projeto de educação e formação para professores/formadores com o intuito de lidarem melhor com a diversidade nas escolas vocacionais e nas empresas.

Klaus Ruth
Researcher
kruth@uni-bremen.de
Raphael van Galen
Researcher
IPLeiria (Portugal)

O Politécnico de Leiria (IPLeiria) é uma instituição pública de ensino superior, dedicada à produção e difusão do conhecimento, criação, transmissão e difusão da cultura, ciência, tecnologia e artes, investigação aplicada e desenvolvimento experimental. O IPLeiria desenvolve as suas atividades com o objetivo de educar e capacitar, investigar, prestar serviços à comunidade e ampliar a cooperação nas áreas educacionais, culturais e técnicas.

O IPLeiria tem um ecossistema dinâmico e robusto de Investigação, Desenvolvimento e Inovação (I&D+i), fortemente orientado para a economia e para a sociedade. Este ecossistema de I&D+i é composto por um Centro de Transferência e Valorização do Conhecimento, mais de 130 laboratórios, quinze Unidades de Investigação, duas das quais dedicadas à educação e inclusão: Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (www.cics.nova.fcsh.unl.pt/polos/cics-nova-ipleiria) que promove a investigação científica na área da reconstrução da identidade a partir de uma perspetiva pessoal, profissional, social e cultural e inclui o Observatório em Inclusão e Acessibilidade em Ação (https://iact.ipleiria.pt) e o Centro de Estudos em Educação e Inovação (www.ipv.pt/cidei) que desenvolve investigação com o intuito de produzir e aumentar o conhecimento da realidade atual da educação, promove estratégias de intervenção que melhorem a educação e a qualidade da formação e estabelece formas de cooperação com a comunidade.

Catarina Frade Mangas
Researcher
catarina.mangas@ipleiria.pt
Sandrina Diniz Fernandes Milhano
Researcher
sandrina.milhano@ipleiria.pt
Rita Alexandra Cainço Dias Cadima
Researcher
rita.cadima@ipleiria.pt
Carla Freire
Researcher
carla.freire@ipleiria.pt
Sara Mónico Lopes
Researcher
sara.lopes@ipleiria.pt
UBuc (Romania)

A Faculdade de Psicologia e Ciências Educacionais faz parte da Universidade de Bucareste (https://unibuc.ro/?lang=en), a principal universidade pública da Roménia. A Faculdade oferece formação adequada aos 3 ciclos de Bolonha e integra 5 departamentos: Psicologia, Ciências da Educação, Necessidades Educativas Especiais, Formação de Professores - formação inicial para educadores de infância, professores do ensino básico e formação inicial e contínua para professores do ensino secundário. A prática institucional é orientada para a assimilação de novas formas de proporcionar melhor educação e formação aos estudantes, como futuros profissionais, sendo de extrema importância proporcionar-lhes um quadro conceptual que os oriente no campo da educação e formação de professores (https://fpse.unibuc.ro/).

Mihaela-Monica Stîngu
Researcher
mihaela.stingu@fpse.unibuc.ro
Elena Marín
Researcher
elena.marin@fpse.unibuc.ro
Miruna Miulescu
Researcher
miruna.miulescu@gmail.com
Romita Iucu
Researcher
romita.iucu@unibuc.ro
UAB (Spain)

O projeto Orienta4YEL é liderado pela Equipa de Desenvolvimento Organizacional [EDO] (http://edo.uab.es) do Departamento de Pedagogia Aplicada da Universidade Autónoma de Barcelona (https://www.uab.cat/). A EDO é especializada no estudo de instituições de formação e de processos de mudança e no desenho de estratégias para a melhoria organizacional. Nos últimos anos, a EDO coordenou diversos projetos (http://edo.uab.cat/es/content/projectes) ligados à análise de situações de vulnerabilidade em contextos de ensino secundário e ensino superior, entre os quais se destaca o projeto MISEAL (http://www.miseal.net/) e a coordenação e direção dos projetos IDEAS (http://projectes.uab.cat/ideas/), Access4All (https://access4allproject.eu/), ACCEDES (http: //edo.uab.cat/accedes) e ORACLE (https://observatorio-oracle.org/).

Joaquín Gairín Sallán
Co-Coordinator
joaquin.gairin@uab.cat
Patricia Olmos Rueda
Co-Coordinator
patricia.olmos@uab.cat
Aleix Barrera Corominas
Project Manager
aleix.barrera@uab.cat
Jordi Codina Hernández
Support technician
jordi.codina@uab.cat
Anna Díaz Vicario
Researcher
anna.diaz@uab.cat
José Luis Muñoz Moreno
Researcher
joseluis.munoz@uab.cat
Óscar Mas Torelló
Researcher
oscar.mas@uab.cat
UBath (United Kingdom)

O work package dois é liderado por investigadores do Departamento de Educação da Universidade de Bath [UoB]. O Departamento de Educação é um centro de excelência para a investigação internacional em educação, sendo constituído, ao longo das últmas três décadas, por investigadores nesta área e em áreas afins. O departamento realiza diversas investigações que visam analisar as desigualdades educacionais num mundo globalizado e tem como áreas fortes de investigação a Educação; o Mercado de Trabalho; a Mobilidade dos estudantes; o Ensino Superior; a Linguística Aplicada; e a Política Educacional (incluindo políticas linguísticas). Essas áreas uniram-se em quatro clusters de investigação: Liderança Educacional, Gestão e Administração; Internacionalização e Globalização da Educação; Práticas Linguísticas e Educativas e Aprendizagem, Pedagogia e Diversidade.

Ceri Brown
Researcher
C.L.Brown@bath.ac.uk
Nicola Savvides
Researcher
ns915@bath.ac.uk
Ioannis Costas Batlle
Researcher
I.A.Costas.Batlle@bath.ac.uk
Lucy Cox
Researcher
L.T.Cox@bath.ac.uk

Parceiros

Europa
Universität Bremen
Politécnico de Leiria
University of Bucharest
Universitat Autònoma de Barcelona
University of Bath
© 2019 Universitat Oberta de Catalunya - Tots els drets reservats
Diseño y desarrollo:   Estudio Sicilia